Transporte de peça com 120 ton. deixa trânsito lento na BR-262

O trânsito pela BR-262, sentido Realeza - Rio Casca, apresenta lentidão nesta quinta-feira. O motivo é o transporte de uma peça de mineração de 30 metros de comprimento, com cerca de 7 metros de altura e com peso de 120 toneladas. A carreta de grande porte que levará a peça tem escolta da Polícia Rodoviária Federal (PRF), em conjunto com batedores.

A carreta que transporta a peça teve seu trajeto iniciado em Timóteo, Região Metropolitana do Vale do Aço, e tem como destino a cidade de Barão de Cocais, onde está prevista para chegar nesta sexta-feira.

O veículo chegou a Realeza no final da tarde de ontem e prosseguiu hoje pela manhã em direção a Abre Campo, Rio Casca e João Monlevade. A PRF assegura que essa escolta é para garantir a segurança, tanto da entrega da carga quanto dos usuários da rodovia. 
"Iniciamos este serviço de escolta na segunda-feira (18/10) e é um serviço lento porque exige intervenções em rede elétrica, em fios de telefonia, e em alguns locais tem que transitar pela contramão. Para passar em um viaduto também é complexo, então, é um serviço bem delicado", informa Tadeu Lima, Policial Rodoviário Federal.

Por conta do tamanho da peça transportada não era possível realizar o transporte pela BR-381. Dessa forma, foi optado o transporte pela BR-116 até Realeza, que seguirá pela BR-262 até o destino final. Mesmo com a escolta da PRF, e algumas paradas para permitir o fluxo do trânsito, motoristas que passarem pelo local ainda assim irão encontrar lentidão, nesta quinta e sexta-feira. De acordo com informações o veículo trafega com velocidade máxima de 40km/h e o transporte é realizado apenas durante o dia, até aproximadamente às 17h.

 
Estado aprova novo protocolo de retorno às atividades escolares presenciais

Documento foi atualizado após análise do cenário epidemiológico. Itens e medidas de proteção permanecem obrigatórios

O Centro de Operações de Emergência de Saúde (Coes),

da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), aprovou, no último dia 8, a 5ª versão do Protocolo Sanitário de Retorno às Atividades Escolares Presenciais. A principal modificação é o aumento, para 100%, da capacidade de indivíduos nas salas de aula e nos demais espaços de ensino, e também no transporte escolar. 
Anteriormente, a capacidade permitida era de 50% nos espaços escolares. Agora, os locais podem ter todos os estudantes, desde que seja mantido o distanciamento de 0,9 metro entre os alunos nos ambientes da escola. O uso universal de máscaras e as demais medidas de proteção permanecem como obrigatórias para instituições públicas e privadas.
O documento traz, ainda, novidades como a permissão para uso compartilhado de objetos eletrônicos e o fim da quarentena de livros para empréstimos em bibliotecas escolares, desde que respeitadas as orientações de higiene e proteção. As alterações já estão valendo. Cabe às redes de ensino promover as adequações necessárias para implementar as medidas.
De acordo com a coordenadora do Centro de Informações Estratégicas em Vigilância em Saúde (Cievs-Minas), Eva Lídia Arcoverde, diversos fatores influenciaram a nova versão do protocolo. “O cenário epidemiológico apresenta, hoje, alguns fatores importantes como a vacinação dos trabalhadores da educação e da população em geral, a aplicação dos imunizantes em adolescentes de 12 a 17 anos, a redução da incidência de casos, óbitos e internações, inclusive com queda das taxas de ocupação de leitos”, enumera. 
“São aspectos que nos fazem ponderar sobre os benefícios de maior presença de alunos em ambiente escolar, tendo em vista os prejuízos psicossociais e cognitivos causados pela pandemia”, completa a coordenadora.
Outros pontos ressaltados por Eva Lídia Arcoverde são a segurança em relação à presença dos alunos e a incorporação de outras atividades à rotina escolar, como o empréstimo de livros. 
“Devido a novas evidências de que a transmissão por objetos é secundária, foi possível o retorno do uso normal de livros e dos empréstimos da biblioteca sem a necessidade de aguardar cinco dias para pegar outro volume. Objetos como computadores, tablets e eletrônicos poderão voltar a ser usados, mantendo as medidas de higiene e de proteção”, explica a coordenadora do Cievs-Minas.
A íntegra da 5ª versão do Protocolo de Retorno às Atividades Escolares Presenciais está disponível no site: coronavirus.saude.mg.gov.br/gestor/profissionais2/protocolos.

 
Buraco na pista

20/10/21

Quem trafega sentido Bom Retiro e hospital Márcio Cunha ao Centro de Ipatinga, deve ter cuidado, pois tem um buraco grande, sem sinalização, na Av. Itália, esquina com Av. das Nações, saindo da rotatória, no bairro Cariru.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 1 de 215