Galo vence o América e amplia liderança no Mineiro

05/04/21

O Atlético mostrou todo o seu potencial técnico, com um elenco disparado, melhor do Estado na competição, sem comparação a qualidade de seus jogadores, muito acima dos demais concorrentes. E foi nesse embalo que o Galo derrotou o América por 3 a 1, com mais um show do argentino Nacho Fernández, marcando dois gols, além de participar de quase todas as jogadas de construção e ataque do time alvinegro. Nacho ainda perdeu um gol, onde poderia ter tirado o goleiro Matheus Cavichioli do lance, mas chutou em cima do defensor americano.

O Galo saiu na frente em cobrança de falta de Nacho Fernández, no primeiro tempo. O América empatou no início do segundo tempo e até equilibrou a partida nos minutos seguintes. Mas o Galo em contra-ataque rápido marcou o segundo gol, outra vez com o Nacho Fernández e daí pra frente só deu Galo, que marcou o terceiro gol com Guilherme Arana deslocado pelo meio, chutou forte da entrada da área no canto para dar números finais a partida.

Vitória incontestável do Atlético que sobrou em campo. O América jogou bem, mas foi superado pela qualidade do elenco do Galo, que mostrou que está muito acima da média dos demais times mineiros. O tabu continua - desde 1º de maio de 2016 o Galo não perde para o América.

O volante Tchê Tchê, do São Paulo, está em Belo Horizonte para fazer exames e assinar contrato, ele vem por empréstimo, é mais um reforço no Galo, o primeiro da era Cuca. O Atlético volta a jogar, na quarta, às 16h, no Mineirão contra o Pouso Alegre, terceiro colocado.

 
Onda roxa segue até 11 de abril

01/04/21


A decisão, tomada nesta quarta-feira (31/3), pelo Comitê Extraordinário Covid-19 - grupo que se reúne semanalmente para avaliar a evolução da pandemia no estado. Como a maior parte do estado não apresentou queda sustentada na taxa de óbitos e de ocupação em leitos de UTI e, por isso, deverão seguir as medidas mais restritivas pelo menos até 11 de abril. Na última semana, Minas Gerais apresentou aumento de 6,9% no número de casos e de 8,1% nos óbitos. A incidência da doença cresceu 20% nos últimos 7 dias e 41% em 14 dias.

A incidência da doença também vem aumentando em cidades com menos de 30 mil habitantes.

As cirurgias eletivas deverão ser suspensas na rede privada. A medida já havia sido adotada pela rede pública.

Impacto da onda roxa

Com a ampliação do distanciamento social e as medidas restritivas de circulação proposto pela onda roxa, a expectativa é aumentar o isolamento da população e, consequentemente, diminuir a notificação de casos suspeitos.

Somente o Triângulo do Norte teve evolução e vai para a onda vermelha. De acordo com o secretário de Estado de Saúde, o médico Fábio Baccheretti, é possível observar melhora nos índices em regiões que iniciaram primeiro a onda roxa, há 30 dias, e que cumpriram as medidas de isolamento, como a macrorregião Triângulo do Norte e a microrregião de Patos de Minas. Elas vão evoluir para a fase vermelha a partir da próxima segunda-feira (5/4). Segundo Baccheretti, o resultado confirma a efetividade da ação.

A onda vermelha permite o funcionamento de todas as atividades, desde que cumpram algumas regras, como distanciamento e limitação máxima de pessoas

Alerta para alto risco de contaminação durante a Semana Santa

Segundo Baccheretti, “qualquer reunião familiar que aglomere pessoas aumenta em muito o risco de contaminação. A gente entende o momento que cada um vive, mas não há tempo de arrependimento. O vírus vem circulando de forma intensa na sociedade. Fique em casa, fique com seu núcleo familiar, não vá à casa de parentes, não receba amigos. Não é época para isso, é época de um esforço conjunto para preservar vidas”, alertou, na coletiva desta quarta-feira (31/3).

O secretário também apresentou a evolução da doença no estado desde a implantação da onda roxa em todas as regiões mineiras, há 15 dias. Segundo ele, é possível observar queda na incidência da covid nas regiões que mais cumpriram as recomendações da fase mais restritiva do Minas Consciente.

 
SUPERMERCADOS E EMPRESAS DO SETOR FECHAM NA SEXTA-FEIRA DA PAIXÃO

O comércio nas 3 cidades do Vale do Aço não funciona na sexta-feira da Paixão, inclusive supermercados, açougues, casas de carne, mercearias, peixarias, sacolões, hortifrútis e demais estabelecimentos do setor. Incluindo as lojas do Shopping do Vale.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 5 de 177