Vitória do Galo e derrota do São Paulo

ESPORTES - 14/12/2020

Galo venceu Athletico paranaense com gol de Vargas e reduziu a vantagem para o líder São Paulo que foi derrotado pelo Corinthians por 1 a 0, gol do ex-atleticano Otero.

Com a vitória de 1 a 0 sobre o Athletico/PR o Galo voltou a ter esperança e acreditar que o título não está distante, e vai disputar rodada a rodada com o São Paulo, Flamengo, Palmeiras, ponto a ponto.

No sábado o time entrou em campo determinado a vencer, porém foi menos agressivo e não teve aquela intensidade que o Sampaoli costuma pedir que o time jogue. O Atlético volta a jogar na quarta-feira contra o São Paulo, no Morumbi e tem a obrigação de vencer para continuar sonhando com a conquista do Brasileirão. Se vencer o rival tricolor paulista diminui a diferença para um ponto e entra de vez na briga pelo título.

No sábado o treinador do Galo novamente mudou a escalação da equipe e surpreendeu mais uma vez, colocando no jogo Gabriel no lugar de Réver formando zaga com Junior Alonso, os laterais tiveram mais opções de avançar com liberdade e Allan como primeiro volante. O time atleticano teve dificuldades no início da partida para sair jogando, com o Furacão tendo a primeira chance com Nikão, e Everson tocando de mão trocada e a bola batendo no travessão. Na sequência Renato Kaiser teve outra boa chance.

Depois disso o Galo passou a ter mais espaço, começou a dominar a partida e foi pra cima, obrigando o Furacão a se defender.

Keno que recebia todas as bolas passou a jogar e a dar assistências e num belo lance colocou a bola na cabeça do Vargas para marcar, o gol foi invalidado, o atacante do Galo estava em posição de impedimento.

Melhor no jogo o Atlético seguiu em cima do adversário construindo ótimas jogadas e chances de abrir o placar até que Savarino cruzou para a área e a bola bateu no braço de Abner e o pênalti marcado sem a ajuda do VAR. Sem aquela convicção, Keno cobrou a meia altura, o goleiro Santos acertou o canto e fez a defesa.

O Galo não se abateu e Keno de cabeça erguida, passou a buscar mais jogo, e de fora da área quase marcou. Já no finalzinho da etapa inicial aos 43 o camisa 11 do Galo, poderia ter marcado, mas preferiu dar a assistência, avançou pelo meio e lançou para Vargas, pela direita o chileno finalizou forte no ângulo para abrir a placar, Galo 1 a 0 e logo depois encerrou o primeiro tempo.

No segundo tempo o Atlético voltou forte e atacando, e teve outro gol anulado, Vargas novamente em posição adiantada, deixou o zagueiro para trás e finalizou para fazer o gol, mas o auxiliar e o juiz anularam o gol. O Atlético manteve a posse de bola, criou mais oportunidades, mas não aproveitou. Pelo lado do Furacão, o time paranaense não teve poder de ataque e não incomodou o goleiro Everson, Domínio do Galo que passou a ser mais lento administrando o jogo. Uma chance teve o furacão com Abner livre, recebeu e cabeceou em cima do goleiro. O time atleticano esperou o apito final para consolidar a vitória e os três pontos.

Réver que entrou no jogo e levou o terceiro cartão amarelo, fica de fora contra o tricolor na quarta-feira. Gabriel deve ser mantido ao lado de Junior Alonso.

Sampaoli pode ficar fora do jogo contra o São Paulo, ele será julgado amanhã pelo tribunal da CBF, por ter participado do jogo contra o Flamengo, estava na arquibancada e passado instruções pelo celular, ele estava suspenso e nem poderia estar no estádio. Pode levar de um a seis jogos.

O clube tem novo presidente, eleito na sexta-feira, Sérgio Coelho, agora é novo mandatário do Galo.

Time realizou treinamento hoje e volta a treinar amanhã pela manhã, viagem a tarde para São Paulo.

 
Cruzeiro venceu mais uma como visitante

Cruzeiro soma mais três pontos e está quase alcançando a pontuação necessária para afastar de vez a possibilidades de queda para a Série C.

O time segue sua maratona de jogos e se preparando para enfrentar nos próximos cinco jogos times que lutam para voltar a elite, são equipes que estão na parte de cima da tabela e na frente da Raposa. O triunfo em Salvador por 1 a 0, diante do Vitória trouxe mais tranquilidade ao time celeste. Amanhã outro duelo difícil contra o CSA, às 21h30, no Independência, o time alagoano está na 5º posição com 44 pontos.

Na sexta-feira o Cruzeiro enfrenta o Avaí, na ressacada em Florianópolis, às 20h15. O Avaí é o sétimo na tabela com 40 pontos. Na sequência, o time celeste enfrenta a Ponte Preta, em Campinas, na terça 22, às 21h30, no Moisés Lucarelli. A Macaca tem 40 pontos e está em 9º lugar.

O Cuiabá, outro adversário que luta pelo acesso, está na 6º posição, com 44 pontos, será o adversário de dia 29, às 21h30, no Independência.

O Cruzeiro visita o Sampaio Corrêa, dia 8 de janeiro, às 21h30, no Castelão, o Sampaio está em 4º: lugar, com 45 pontos. Como se vê a luta do Cruzeiro não está nada fácil. O pelotão de cima na tabela está muito embolado com os times com pontuações muito próximas. O time azul é o 11º colocado, com 38 pontos, precisa alcançar os 45 para se garantir na Série B.

Torcida na expectativa de nova vitória para subir na classificação e se aproximar do G4. No momento o cruzeiro está a sete pontos do G4.

 
América mantém a vice-liderança

Coelhão vence em casa em mantém a segunda locação. A vitória magra sobre o Paraná, no Independência, foi fundamental para o América continuar sua caminha na Série B em busca do acesso para 2021. O Coelho é vice líder com 53 pontos, 4 a menos que a líder Chapecoense.

A partida contra o Figueirense na quinta-feira, às 19h15 em Florianópolis, no estádio Orlando Scarpelli, é considerada difícil pelo crescimento do Figueira na competição, time que saiu da zona de rebaixamento. O volante Flávio vai cumprir suspensão e fica de fora. Marcelo Toscano e Geovane estão a disposição do treinador Lisca e participam dos treinamentos. Juninho e Alê seguem como dúvidas foram diagnosticados com a Covid19.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 7 de 159