Banner
Parabolica


Parabólica

Acabou?

Novas eleições!

Com a decisão do TSE em sapecar uma goleada de 5 a 2 mantendo a cassação de Quintão e Vilar, na quinta-feira, abriu as portas para novas eleições em Ipatinga. A peleja demorou um ano para ser decidida. Mesmo assim a decisão ainda não assegura de imediato a retomada das eleições extemporâneas. O relatório do ministro Marcelo Ribeiro defendeu Quintão, mas outros cinco, detonaram a dupla do PMDB. O ministro Félix Fischer que havia pedido vistas na reunião anterior foi o primeiro a dar o pontapé e aí ele meteu com vontade, lendo o relatório da acusação na íntegra. Os demais acompanharam Fischer. A expectativa é quanto às novas eleições. Quando? Agora é outra novela! Pelo menos a indefinição acabou...

 

Festa vazia do PT

O partido comemorou 30 anos de existência, no domingo-7. A idéia era reunir os filiados e simpatizantes. Só que a velha militância não compareceu, se é que ela ainda existe. Poucos em relação ao que se esperava. PT saudações! Foi o que a militância fez, não comparecendo ao evento. O movimento esteve esvaziado. Mesmo tendo afirmação dos líderes que o evento esteve cheio, não dá para enganar. Quem esteve lá viu. O evento foi no Parque Ipanema. Como dizia um petista juramentado, lá pelas bandas do parque: “se o partido estivesse no governo municipal, agregados, oportunistas, os que só querem o poder, o dinheiro, seriam os primeiros da fila”. O que o poder não faz!?

 

Quebra-molas

O Classivale relatou na semana passada a reclamação de usuários, motoristas, sobre um quebra-molas colocado de forma exagerado e sem sinalização de solo, na rua Gaspar de Lemos, no Bom Retiro, que os responsáveis atenderam pelo fato e refizeram o obstáculo de maneira mais suave, alongando a sua extensão e sinalizado melhor.  Parabéns ao setor de trânsito da PMI, Secretaria de Obras pelo bom entendimento e atendimento nessa questão. Os moradores, os motoristas e nós do Jornal Classivale agradecemos. Parabéns!

 

O jornal que todo mundo lê!

Lembramos aos menos avisados, que aquela máxima continua valendo: “Nada se cria, tudo se copia”. Há 25 anos circulando no Vale do Aço (vamos completar no próximo dia 23), o Jornal Classivale usa o slogan “O Jornal que todo mundo lê!” há pelo menos 20 anos. Já tem encarte mensal, utilizando o nosso slogan, sem a menor cerimônia, além de usar o nome de outro jornal semanário. Menos, gente!

 

Coletivas no futebol

Um fato vem se tornando arrogante são as tais coletivas de técnicos e jogadores de futebol após o jogo, durante a semana após os treinamentos. E ainda tem jogador que é escolhido para dar a sua “tagarelada” e recusa a falar com os repórteres. Foi o caso do galático Jajá, excepcional jogador do Ipatinga, que escolhido pelos profissionais que cobrem o clube, se recusou a dar entrevista na última terça-feira. O fato nos remete aos camarins, vestiários do Mineirão e de outros estádios do interior, quando os professores-doutores são chamados para as tais coletivas; ironizam, são arrogantes, e comumente não admitem seus erros e trucam os repórteres. No Brasil a comunicação esportiva é questão cultural, segue uma tendência. Mas já passou da hora de mudar, modernizar. Na Europa, técnicos e jogadores só são entrevistados uma vez por semana, após os jogos. Eles dão exclusividade para o canal do clube, não se concede entrevista todo dia. Uma boa, quem sabe se isso pegar por aqui, nossos repórteres serão mais valorizados.

 
Parabólica

Cidadania

Até que enfim a boa notícia pode ser dada nessa coluna que há anos vem reclamando insistentemente por uma cidadania justa, leal, merecedora. O nome da professora aposentada, Dona Bizuca (Maria Weber de Oliveira), viúva do pioneiro Anatólio de Oliveira Barbosa, autora do Hino de Ipatinga, teve seu nome indicado e aprovado para receber o Título de Cidadã Ipatinguense. Há anos que esta coluna e em outras seções do Jornal Classivale, vem indicando, reclamando, solicitando esta homenagem para Dona Bizuca. Ela e o esposo Anatólio Barbosa criaram família em Ipatinga e aqui plantaram raizes como muitas famílias. Seus filhos deram seqüência a novas gerações. E seguindo a tradição dos pais, marcam presença na vida social, religiosa, educacional e econômica da cidade. Dona Bizuca foi responsável pela educação de milhares de jovens como professora, diretora de escola, autora do hino oficial da cidade. Estamos felizes por ela e por toda a sua família. Este sim é um título cidadania mais do que merecido. Parabéns ao vereador Agnaldo Bicalho autor da indicação.

 

Carga e Descarga

Um fato que vem incomodando, e muito os motoristas e pedestres, no Centro, no cruzamento das ruas Mariana e Diamantina, é um ponto de carga e descarga localizado em frente a uma casa lotérica, na rua Diamantina, próximo a esquina. Nem sempre o horário é respeitado, pois ali vários carros se estacionam durante o dia e tiram a visão dos motoristas que trafegam pela rua Mariana para seguir em frente ou convergir à esquerda. O veículo tem que ser levado quase no meio da rua para se ter uma visão segura, mas ao mesmo tempo há a imprudência de adiantar o veículo que pode ocasionar uma colisão com o veículo que vem pela rua Diamantina. Nesse cruzamento vários acidentes já foram registrados envolvendo motos, carros e bicicletas. A sugestão é mudar o ponto de lugar, adiantando-o para depois da esquina. Outra sugestão seria acabar com os estacionamentos de veículos do lado esquerdo, deixando somente para carga e descarga durante o dia. Facilitaria para as demais ruas que não teriam estes pontos, deixando o trânsito fluir mais livremente. Que tal a permanência de um agente de trânsito no local, durante o horário comercial?

 

Violência Urbana

Chegamos ao extremo em termos de violência urbana em Ipatinga. Se não bastassem os assassinatos, assaltos, estupros, arrombamentos, roubos de veículos, bancos, caixas eletrônicos, residências, seqüestros relâmpagos, mais um abuso da bandidagem teve início esta semana. Bandidos atearam fogo em ônibus da Autotrans. Dois assaltantes protagonizaram uma cena assustadora na história criminal de Ipatinga, após realizarem um assalto ao ônibus, colocaram fogo no veículo que fazia a linha Vila Militar Hospital Márcio Cunha. O carro ficou inteiramente destruido. O crime deixou perplexos os profissionais da empresa e usuários. O fato ocorreu na noite de domingo-28, no ponto final da Vila Militar. Na mesma noite três pessoas foram assassinadas, sendo duas no Bom Jardim e uma no bairro Bethânia, na região do Morro São Francisco. Outras pessoas foram baleadas, feridas, foram encaminhadas ao hospital Márcio Cunha.

A polícia está atenta a esses acontecimentos, mas falta algo de mais forte para que ela aja com mais rigor contra os bandidos, que são na maioria menores e liberados após depoimentos na delegacia ou detidos temporariamente. Os adultos são encaminhados ao Ceresp quando detidos, presos em flagrante. Ficam à espera da justiça, de provas e acabam sendo colocados em liberdade; retornam às ruas e voltam a praticar crimes e delitos. Enquanto isso por falta de uma política criminal mais enérgica a população vai sofrendo aterrorizada com os crimes no dia a dia.

 
30/01/10

Produção de aço cai 8% em 2009, China tem alta de 13,5%
A produção mundial de aço caiu 8 por cento em 2009, para 1,219 bilhão de toneladas, afetada pela crise econômica global que prejudicou a indústria siderúrgica. Apesar disso, a atividade do maior país produtor de aço do mundo, a China, subiu 13,5 por cento. Com produção de 567,8 milhões de toneladas no ano passado, a China agora é responsável por quase metade da produção mundial de aço, segundo números da World Steel Association, divulgados recentemente.
Em dezembro, a produção global de aço subiu 30,2 por cento, para 106,4 milhões de toneladas.
 
Trânsito maluco
Dirigir em Ipatinga se tornou uma das coisas mais difíceis. A maluquice que se vê no dia a dia é de dar medo. Como as pessoas não têm responsabilidade, falta consciência no trânsito. A imprudência é visível na direção dos motoqueiros e motoristas. Não respeitam sinais, trafegam na contramão, ultrapassam por todos os lados, avançam sinais, não respeitam pedestres. Estacionam nas BRs em locais proibidos, impedindo a visão dos motoristas. Nas esquinas estacionam há menos de dois metros. É UM ABSURDO o comportamento dos motoristas e motociclistas nas ruas de Ipatinga. Falta uma campanha consistente e mais permanente com advertência na primeira e multa na segunda abordagem. Sugerimos um monitoramento nos cruzamentos, avenidas e ruas de maior movimento para pegar os infratores, estes irresponsáveis. Dirigir pelas ruas de Ipatinga está o caos. (leitor indignado ligando para a redação do Classivale).
 
OAB fará exame unificado
Motivo de críticas constantes, devido aos altos índices de reprovação e denúncias de fraude, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) anunciou que, a partir de agora, o seu exame jurídico, para aqueles que querem atuar na profissão, será realizado de forma nacional. A prova da OAB será a mesma nas 27 seccionais da ordem no país. Por meio de nota divulgada no domingo-17, Britto afirmou que a mudança tornará o exame da OAB mais eficaz. No formato atual, os índices de reprovação do exame variam entre 60% e 70%. Trata-se, segundo a direção nacional da OAB. “um instrumento eficaz, para combater a ganância e a mercantilização do ensino jurídico.´’ A OAB fará exame nacional unificado.

 
Parabólica

Mínimo em 2010

O salário dos trabalhadores brasileiros será de R$ 510,00 a partir de 1º de janeiro. Aprovado o reajuste ficam as expectativas de uma melhora na economia por parte das classes C e D ao final de cada mês. Se houve aumento de salário, com certeza terá aumento de coisas básicas que acompanham este reajuste. Vem logo aquela desculpa, o salário subiu então não tenho como não aumentar a minha mercadoria, a minha prestação de serviço. Não se iluda, é o que veremos na prática durante o mês de janeiro e meses subseqüentes. No Brasil este procedimento é muito usado para que os produtos sejam majorados. Aí fica na mesma, o mísero salário continuará não dando para nada. Se aumenta a migalha, o resto acompanha. O podre continua o mesmo, lutando heroicamente contra tudo e contra todos. E só falar em aumentar o SM que tudo sobe, até rola bamba de aposentado continua valorizada e em riste.

 

Virada no Parque

A passagem de ano, ou seja, a virada de Ano  será no Parque Ipanema, uma ótima opção para quem não quer ficar em casa. A partir de 17h as atrações sobem ao palco. A movimentação esperada é de dezenas de milhares de pessoas que vão passar por lá na noite da Virada. Como a educação ambiental exige de cada pessoa, o respeito pela natureza. Sendo assim você que vai estar lá nessa noite, faça a sua parte, não jogue objetos, resto de lanche, comida em qualquer canto, utilize os recipientes próprios para o lixo. Não destrua as árvores, canteiros, jardins. Não jogue lixo na Lagoa do Parque. O espaço é público, é o nosso cartão de visita, e um espaço utilizado por todos. O Parque Ipanema é o nosso orgulho. Vamos ajudar a conservá-lo, mantê-lo majestoso.

 

Parque Ipanema

Já que comentamos acima sobre o nosso majestoso parque, lugar de passeios, tranqüilidade, caminhadas, recreação, lugar para descansar. Ainda fica devendo o sistema de alimentação. Falta uma ou mais lanchonetes no interior do parque; um quiosque para atender a comunidade com higiene, boa prestação de serviço. Com a construção desses empreendimentos atenderia a demanda de visitantes e usuários, melhoraria a imagem do setor. Hoje o que temos é um amontoado de barracas, carrocinhas, carrinhos, que a cada dia cresce na informalidade ao longo da avenida que margeia o parque. O pior, se a Vigilância Sanitária for autuar os barraqueiros e agregados, não sobra um. Dá medo só de olhar para alguns que estão fritando salgados ou queimando os churrasquinhos. Não há higiene como manda a Vigilância. Basta passar por lá e verificar, se você não estiver acreditando. É um local público e por se tratar de local público é bom que se tenha a eficiência da fiscalização e da proibição. Esperamos que depois do dia 1º de janeiro, as coisas possam mudar de fato e a Lei ser cumprida. Criar outras opções como destacamos acima, a construção de lanchonetes e quiosques, com o padrão de qualidade e higiene que determina a Vigilância Sanitária. A administração desses novos pontos de atendimentos alimentares seriam através de licitações para comodatos, exploração terceirizada, sob a regime do governo municipal, atendendo normas e regras estipuladas na exploração dos serviços. Quem sabe, isso possa ser uma realidade na próxima década?

 

26/12/09

 
Parabólica

Escândalo I

Esta semana o ex-prefeito de Timóteo, Anchieta Poggiali, foi alvo de matéria jornalística dando conta da sua condenação pelo Ministério Público onde foi denunciado por contratar consultoria ilegal durante o seu governo, em 1997. A pena é de seis anos de detenção. Ele, à época, ignorou o artigo da Lei de Licitações. O município gastou com dois contratos cerca de R$ 93 mil. O valor máximo para dispensa de licitação era de aproximadamente R$ 2 mil. Anchieta atualmente é Diretor Regional de Saúde, órgão responsável pelo setor em 35 cidades da região. O ex-prefeito se defende dizendo: “Estou tranqüilo, pois o processo está prescrito em relação à data do fato, que foi em 1997. Estamos certos de que a sentença será 100% revertida”. Falou e disse!

 

Escândalo II

O Palácio do Planalto ainda não investigou a utilização do chamado cartão de crédito corporativo pelos integrantes do primeiro escalão. Esse escândalo tem proporções de fazer inveja aos irmãos metralha. O Cartão Corporativo da Presidência da República gastou no mês passado em torno de R$ 5 milhões, aproximadamente R$170 mil, por dia. Segundo nota publicada na coluna do Acyr Antão, no jornal Edição do Brasil, de sábado passado, esse cartão seria a forma mais desburocratizada de fazer compras de alimentos ou materiais de limpeza para os Palácios freqüentados pela família do presidente.

 

Dobradinha

Em Contagem, circula pelos bastidores da política local que o Newtão (Newton Cardoso) está de volta. E sabe com quem ele fará dobradinha, ou melhor, dobradão? É com a ex-mulher, Maria Lúcia, nas eleições de 2010. Ele para federal, e ela para estadual. Depois da separação do casal entre tapas e beijos, ataques e acusações, varre-se tudo para debaixo do tapete e fica tudo como dantes no quartel de Abrantes. Política é isso aí! O inimigo político de hoje, é o seu aliado de amanhã; o aliado de hoje é o seu inimigo político de amanhã.

 

Sem clima de Natal

Uma pena que uma cidade do porte de Ipatinga com um comércio hiper desenvolvido, cidade pólo, situada numa região rica, que tem em torno de si, dezenas de cidades que mantem vínculos de emprego e renda, vida social, cultural, econômica, prestação de serviços e outros centralizados nela, não tenha entrado no clima de Natal. A cidade não tem nenhuma ornamentação natalina. Uma pobreza! Nenhuma rua do centro, dos bairros, praças, prédios, árvores. Nada, nada. Até parece que não teremos Natal. Esse era o quadro até ontem (sexta-18) antes de fecharmos essa edição. Que coisa! Ô luta! Diria o nosso humorista Francismar, do Show Riso.

 

Natal em Fabri e Timóteo

Nessas duas cidades a população sente o clima de Natal, pois a decoração natalina está presente em ambas. Em Timóteo vários pontos turísticos estão iluminados, ornamentados. Em Fabriciano locais de destaque receberam enfeites natalinos. É isso aí, “cada qual com o seu cada qual”.

ooo

 

18/12/09

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 Próximo > Fim >>

Página 1 de 5