Perdeu gols e o jogo

O Galo perdeu os 100% de vitórias e o jogo para o Botafogo por 2 a1, numa partida em que foi superior ao adversário, teve mais posse de bola, 70% na partida, criou mais e não soube aproveitar as oportunidades, o placar não traduziu a superioridade atleticana no jogo. Muita intensidade e pouquíssima objetividade do Atlético em campo. Errou muito nas finalizações, meteu três bolas na trave e exigiu muito do goleiro Gatito Fernandes, o melhor da partida. O Galo sofreu dois gols de contra-ataque.

O Atlético foi melhor, mas não foi suficientemente objetivo nas conclusões das jogadas de área, pecou muito pelo lado direito com o lateral Guga o pior do time, que recebeu bolas nas costas de onde saiu o primeiro gol do Glorioso.

Ataque do Atlético contra a defesa do Botafogo, até que aos 26 minutos, Allan errou um passe no campo de defesa do Botafogo que no contra-ataque abriu o placar. Lançamento nas costas do lateral, o cruzamento pra área, a defesa parou e Luiz Fernando empurrou pra as redes. O Atlético assustou e demorou pelo menos mais cinco minutos para voltar pro jogo e ter o controle da partida, mas continuava mal nas finalizações e dando ao goleiro Gatito os méritos de boas defesas.

No segundo tempo o Botafogo voltou a fim de matar o jogo, e conseguiu nos dez primeiros minutos pressionar o Galo e teve três escanteios seguidos. Depois isso recuou e o Galo voltou a controlar a partida envolvendo o Botafogo, com o time carioca ficando atrás da linha da bola, totalmente na defesa, arriscando uma ou outra saída de contra-ataque.

Sampaoli demorou demais a mexer. Só aos 39 do segundo tempo tirou Guga para a entrada de Mariano, Allan para a entrada de Jair e Marquinhos para a entrada do Mailton. Aos 41, em novo contra-ataque, Caio Alexandre fez 2 a 0 para o Botafogo no erro do Galo que estava  todo no campo  de defesa do Fogão e deu o contra-ataque.

Aos 51 minutos já nos acréscimos, o Atlético diminuiu, em boa jogada que envolveu a defesa do Botafogo e Igor Rabelo marcou. O Galo finalizou 31 vezes, contra 10 do Botafogo. Gatito fez pelo menos oito defesas na partida. Foram 16 escanteios contra 5 do Botafogo. No fim das contas, o que vale é o placar, e os três pontos ficaram com o time carioca, o Glorioso conseguiu a sua primeira vitória na competição e o Atlético conheceu a primeira derrota.

O campeonato é muito longo e difícil, Sampaoli não é nenhum Deus, tem seus acertos e seus erros, o time não é imbatível e tem muita água para passar por baixo da ponte, para conquistar o tão sonhado bicampeonato brasileiro. Precisa de um jogador de criação e mais um atacante finalizador. Tem muito que se ajustar, é apenas um bom começo.

Neste sábado, enfrenta Internacional, em Porto Alegre, às 19h. Ambos com 9 pontos, mas o Inter ganha no saldo de gols. É o jogo que vale a liderança.