Banner

Deu Mengão

O Brasileiro deste ano foi o mais emocionante na sua reta final na era dos pontos corridos. Quatro equipes em condições de conquistar o título na última rodada. Além de outras que nas seis últimas rodadas ainda tinham as mesmas chances de conquista. Palmeiras, São Paulo, Atlético, Internacional, lideravam e o Flamengo veio correndo por fora, comendo pelas beiradas, assim como o Cruzeiro, vencendo seus jogos no returno e chegaram na frente. O título caiu nas mãos do Flamengo, melhor, nos pés do rubro-negro não só pela sua eficiência nos seus compromissos, mas pela inoperância dos times que vinham na ponta. Incompetência do Palmeiras, São Paulo, Inter e até mesmo do Galo, que teve todas as chances de decidir, foram superados jogo a jogo. Perderam para eles mesmos, fraquejaram no momento em que não poderiam. Faltou equilíbrio em cada um dos times, vacilaram na reta final. Ao contrário, o Flamengo encarnou o espírito de competição aliada a humildade do seu treinador, fez o simples, jogou o arroz com feijão e chegou lá. O Cruzeiro ressurgiu depois do abalo na derrota da Libertadores e voltou para o Brasileiro mais determinado, mais competitivo para chegar a uma vaga na Libertadores de 2010. Não se pode dizer que o campeonato de pontos corridos é de um time só, hoje é de vários que seguem ao longo da competição juntos na parte de cima da tabela. As emoções também ficaram para a última rodada para o grupo da degola, do rebaixamento.

Acredito que para o ano de 2010, teremos um campeonato mais aguerrido, mais igual, a competitividade será mais acentuada.

*A reforma do Ipatingão vai dar aos profissionais de imprensa, torcida, clubes e equipes de trabalho mais conforto.

* Luxemburgo chegou para iniciar uma nova era no futebol de Minas. Vai ser bom para todos, valorização da disputa estadual, vai obrigar o técnico do Cruzeiro a ser mais ousado, acordá-lo por assim dizer, ele não estará sozinho em Minas, vai ter a sombra do Luxa. Em questão de mídia, Minas certamente ocupará mais espaço no cenário nacional. Para o Atlético então, não tem dimensão. Há de se vislumbrar um horizonte de vitórias, de conquistas, de equilíbrio. Devolver a alto-estima da torcida e esperança de anos melhores.   “Sonho que se sonha só, é apenas um sonho, sonho que sonhamos juntos e realidade” (Raul Seixas).

*A manutenção do técnico Adilson Batista no Cruzeiro e 100% do elenco para mais uma temporada foi uma cartada certa dos Perrelas. O treinador vai para a sua 3ª temporada, já conhece toda a estrutura, inclusive os jogadores da base. Essa é a diferença no trabalho da comissão técnica. O Cruzeiro ao manter a sua base desse ano para o ano seguinte. É o time que sai na frente dos demais, entra mais fortalecido nas competições. Além do mais, novas aquisições chegam a Toca da Raposa para incorporar o seu elenco.

*Abraços para os flamenguistas: Luiz Omar, Flávio da Padaria da rua China, no Cariru; Darlan e Zé Luiz no Bela Vista; Edmo Magalhães (Dinô); Dr. Fábio Torres, Vicente fotógrafo, Alexandre relojoeiro e muitos outros que estão sorrindo de canto a canto.

* O Ipatinga começa a montagem do time para o próximo ano. Repatriando alguns jogadores como Márcio Alemão, Márcio Gabriel, renovando com o goleiro João Carlos e contratação de outros como o atacante Danilo Dias (Uberaba), a manutenção do meia Francismar e outros.