Os Pecados da Língua

* Paulo Flávio Ledur e Paulo Sampaio

corrigida: As doença obrigou-o a abandonar as aulas.

A saúde obrigou-o a abandonar as aulas. A saúde, ou problemas relacionados com a saúde, a falta de saúde? Quais são os limites dos conceitos de saúde? Suposto excesso de saúde caracteriza médico-filosóficos, o certo é que a frase precisa ser corrigida: As doença obrigou-o a abandonar as aulas.

 

Poeta ou poetisa?

Algumas correntes da crítica literária convencionaram chamar de poetas as mulheres autoras de importante obra poética, em substituição a poetisas, forma convencional feminina de poetas. Como é natural, humano e compreensível, a maioria das autoras desse gênero literário julga importante sua obra, e todas pleiteiam para si o direito ao uso da nova terminologia, já que entendem pejorativa a forma poetisa. Resultado: ou se volta a usar poetisa, ou se abandona essa forma, utilizando poeta para todos eles e todas elas, o que tornaria a alteração sem efeito prático. Há que esperar, pois só o uso generalizado consagrará a forma a ser considerada correta. De qualquer maneira, trata-se de mais uma discriminação contra a mulher.

 

Passeamos ou passiamos? Passeei ou passiei? A conjugação dos verbos terminados em ear, como passear, merecem um pequeno "passeio": pronúncias equivocadas acabam levando a grafias igualmente equivocadas. As formas corretas são: passeamos, passeei, passeais, passeemos, pesseeis, etc.