Banner

Futebol de luto Morreu Luciano Pascoal

Ofutebol de Minas e do Vale do Aço se despediu de Luciano Pascoal, ele morreu na madrugada de terça-feira aos 53 anos, vítima de hepatite C, sendo sepultado no final da tarde do mesmo dia, no Cemitério Parque Vale da Saudade, em Coronel Fabriciano. O velório começou pela manhã, assim que foi divulgada a notícia os amigos foram chegando aos poucos, em sua maioria, perplexos com a perda de um grande desportista que reuniu em sua volta em vida milhares de fãs, torcedores de diversos clubes por onde passou, seja como jogador, seja como treinador. O caixão estava coberto com as camisas do Social de Fabriciano e do ideal de Ipatinga. De família tradicional na cidade, eram muitos amigos de infância, ex-jogadores, dirigentes, colegas de trabalho por onde passou. O Vale ficou mais triste, está de luto.

Ele sofria de hepatite C (inflamação no fígado) foi internado na segunda-feira e não resistiu às complicações. Deixa viúva Irany Pascoal Oliveira e uma filha, Isabela, de 22 anos, cursando medicina. Luciano era filho de Nilson Filgueiras e Malba Pascoal, a Dona Zoca.  A hepatite foi detectada há cerca de um ano, ele começou a fazer o tratamento a base de injeções muito doloroso. Quando descobriram a doença, ele já estava com o fígado bastante danificado, relatou a mãe do jogador aos repórteres.

 

Uma trajetória vitoriosa

Tudo começou no Social, na década de 70, o Vasco veio Jogar em Coronel Fabriciano, e Luciano ainda com 16 anos, apelidado de Tostãozinho, pelo seu futebol refinado, no estilo do craque Tostão, encantou os dirigentes do Vasco que o levaram para São Januário. Ficou no Vasco até se profissionalizar. Uma lesão séria no Joelho não deixou que ele prosseguisse no Vasco, voltando a Minas Gerais, jogou pelo América e Vila Nova, Atlético/GO, Galícia da Bahia e por último o Social, onde encerrou a carreira.

Abandonando o futebol ele foi trabalhar como repórter, na Rádio Educadora no departamento de jornalismo e depois do Esporte, onde ficou por um curto período.

De volta ao futebol Luciano teve a sua primeira experiência na carreira de treinador no Grembel, time amador do bairro Bela Vista, em Ipatinga para depois iniciar de fato a sua trajetória de técnico no Ideal, sendo campeão amador de Ipatinga em 1986. Nas categorias de base do Cruzeiro ele se deslanchou na profissão, levado pelos amigos da Máfia Azul Vale do Aço, Hélvio Vitarelli, Osmar Amorim, Wander, na gestão de César Massi e Lidson Postch Magalhães. Foi auxiliar técnico de Carlos Alberto Silva, Jair Pereira, Ênio Andrade e Antonio Lopes, todos no Cruzeiro. Trabalhou como técnico no Social, Ideal já no profissional; Vila Nova, de Nova Lima; Guarani/MG, Mogi Mirim/SP, Esportiva de Guaxupé/MG, Flamengo de Varginha e por último no Pouso Alegre ano passado na Terceira Divisão do Mineiro.

Pessoa carismática, sempre acreditou no seu trabalho e nos muitos amigos de confiança que tinha dentro do futebol. O lado família sempre falou mais alto. Chegou a rejeitar bons contratos por não querer se afastar da família, recusou o convite do Mamoré, de Patos de Minas, no Módulo II ano passado.

Além de ser muito apegado aos pais e irmãos, tinha um amor incondicional, mais do que especial pela filha Isabela e pela esposa Irany, esta que foi a sua maior incentivadora e compreensiva nos momentos distantes. Luciano Pascoal deixa um legado no futebol da região e de Minas, e uma legião de amigos.

 
Gramado do Ipatingão será aproveitado em campos

Esporte e lazer estão diretamente associados à qua lidade de vida. Por isso a prefeitura de Ipatinga, por meio da Secretária de Cultura, Esporte e Lazer, está expandindo o acesso da população às praças esportivas. Elas estão se tornando um espaço em que as pessoas podem usar seu tempo livre de forma saudável e prazerosa. Com a substituição do gramado do Estádio Ipatingão – diversos campos de futebol da cidade serão beneficiados com a grama que esta sendo retirada do Ipatingão. O trabalho de revitalização das praças esportivas é um esforço conjunto das secretárias de Cultura, Esporte e Lazer, Obras e Serviços Urbanos e Meio Ambiente.

Dentre os campos favorecidos com o novo gramado está o campo do Palmeiras (próximo ao Batalhão), no Canaã. Com essa ação integrada o Governo está criando mais um local de lazer para a população dos bairros Canaã e Vila Celeste. A Prefeitura de Ipatinga também está negociando para que o Clube do Palmeiras, que já disputa os campeonatos amadores promovidos pela Liga de Desportos de Ipatinga (LDI), possa usar o espaço como local de treinamento do time. Igualmente, no campo do Canaãzinho o terreno está sendo preparado para receber o gramado. As intervenções estão sendo realizadas com recursos próprios.

De acordo com o secretário de Cultura, Esporte e Lazer, Cemário Campos, é uma determinação do prefeito Robson Gomes recuperar praças esportivas possibilitando a participação da população em campeonatos, torneios, eventos esportivos e de recreação.

 

Futebol Amador

A Prefeitura de Ipatinga também está construindo alambrados e vestiários em quatro campos do município. O investimento de mais de R$550 mil está garantido, através de recursos da Caixa, por intermédio do Programa Esporte e Lazer na Cidade (Pelc). O convênio da PMI com a Caixa estabelece a construção de alambrados nos campos do Bethânia e do Vila Celeste. Já os vestiários serão construídos nos campos do Bethânia, do Ideal, do Barra Alegre e do Vila Celeste.

Mesmo estando fora do cronograma de obras de revitalização das praças esportivas o campo do Iguaçu também está de cara nova. A prefeitura pintou o complexo e reformou o vestiário.

 
Futsal Feminino é Campeão da 1ª Copa Desafio das Cidades

Aseleção feminina de futsal de Ipatinga sagrou-se campeã da 1ª Copa Desafio das Cidades, que homenageia o desportista José Geraldo da Silva, o Zezinho. O encerramento e a premiação aconteceram no domingo-13, no ginásio Ely Amâncio, no Centro Esportivo e Cultural 7 de Outubro, no bairro Veneza I. A competição é preparatória para os Jogos do Interior de Minas (JIMI) de 2010. Com o incentivo da torcida, o time da casa venceu a seleção de Teófilo Otoni por 3 a 1, num duelo em que as adversárias contaram com um incentivo (mala branca) para tentar tirar pontos das ipatinguenses. A seleção de Manhuaçu, destaque em torneios realizados este ano no Rio de Janeiro e Espírito Santo, dependia de um tropeço da seleção de Ipatinga para levar o título.

A seleção feminina de Ipatinga ficou com o primeiro lugar da Copa Desafio das Cidades, seguida pelas seleções de Manhuaçu, Viçosa e Teófilo Otoni. Dirigida pela técnica Aline Machado, a seleção jogou com: Ana Cláudia, Bárbara, Camila, Daiane Pego, Daiane Marques, Jackeline, Huly, Thais, Lidiane, Daila, Rafaela, Gisele, Ivina, Jenifer e Patríca. A ala direita ipatinguense, Jaqueline Cristina, moradora do bairro Parque das Águas, artilheira da competição com cinco gols, revela que os torneios intermunicipais são a chance dos atletas revelarem seus talentos. “Acho que todas as cidades deveriam promover jogos como este. São atletas novos que estão começando”, afirma a goleadora.

Para o técnico da equipe de Manhuaçu, Luiz Antônio Rosa, a iniciativa da Prefeitura em realizar competições entre cidades incentiva a integração. “O esporte especializado está carente deste tipo de oportunidade. Os atletas tem mais condições de treinamento, inclusive na preparação para outros campeonatos como o JIMI”, destacou.

No masculino, a seleção de Ipatinga terminou a Copa Desafio das Cidades na segunda colocação. O time da casa perdeu o título um dia antes da final, quando perdeu para a seleção de Inhapim por 4 a 3. No dia seguinte, os ipatinguenses deram o troco, vencendo a seleção de Coronel Fabriciano por 3 a 1, deixando o concorrente na terceira colocação. A seleção de Ubaporanga encerrou sua participação em quarto lugar.

 
Futebol Freestyle

O ipatinguense Glauber Norton Sena, de 20 anos  passou pelas categorias de base da Aciaria, Usipa e Ipatinga. Trocou o futebol tradicional, pela modalidade chamada de futebol freestyle, que pode ser traduzido como estilo livre. Há dois anos ele começou a praticar o freestyle, que consiste no equilíbrio da bola em várias partes do corpo, controlando bola. Fazendo um verdadeiro malabarismo. Somente a partir de 2005 é que essa modalidade ganhou o mundo. Cerca de 40 países praticam esse esporte. As manobras são feitas no chão, na cabeça, no ar, com o corpo no chão. Para a prática deste esporte o ideal é numa arena de tablado ou num ginásio. A disputa é individual, joga-se entre dois oponentes e uma bola, são 3 minutos para cada, aí vale a criatividade, estilo, controle, habilidade, são os quatro itens principais para a classificação final. Morador do bairro Cidade Nobre, filho de Idimirson Bernardino e Fátima Sena.

O 1º Campeonato Mundial e foi em São Paulo, porém ele não participou da seletiva por falta de patrocínio. Hoje ele recebe apenas o apoio da Casa do Sapateiro. O francês Séan Garnier é o atual campeão do mundo. A segunda edição do Campeonato acontecerá na África do Sul, durante a Copa do Mundo. Glauber  (foto) ainda sonha em ser jogador profissional. Enquanto a oportunidade não aparece, ele vai fazendo apresentações, em festas, eventos esportivos e culturais. Acesse o Youtube e digite Glauber Norton. Contato para apresentação 31-8509-4387.

 
Super Master Panorama

A equipe Super Master do Panorama vem através do Jornal Classivale agradecer ao Eng. Cláudio, da Spel Engenharia, o apoio dado ao time no ano de 2009. A equipe Super Master do Panorama ficou em 3º  lugar no Campeonato e o técnico Beto Mantena deseja para 2010, a renovação do apoio na pessoa do engenheiro Cláudio. Beto ainda agradece a todos os atletas em especial: Elias, Zeca e José Carlos que vieram de Ipaba para jogar todas as partidas. A todos um Feliz Natal e Próspero Ano Novo.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 Próximo > Fim >>

Página 4 de 9