Banner

Parabólica

Trânsito violento

A última semana do mês foi marcada por tragédias nas estradas que cortam o Vale do Aço. Acidentes com vitimas fatais devido a precariedade das mesmas, imprudências dos motoristas, falta de responsabilidade das autoridades competentes (estadual e federal). Mais de 15 mortes no trânsito em uma semana, nos trechos da BR.381 e BR.458. Na batida de uma Van com um ônibus de sacoleiros foram 12 de uma só vez, próximo a cidade de Periquito. No mesmo trecho mais três mortes, sendo que numa batida frontal entre dois caminhões, uma vítima morreu carbonizada entre as ferragens.

Não só nas estradas com o tempo chuvoso o que aumenta o risco de acidentes, mas nas vias públicas, principalmente avenidas longas e largas (Ipatinga) é preciso ter muita paciência e prudência para evitar o pior. Nossos motoristas e motociclistas devem ser mais responsáveis, o que a maioria não é. Ontem o DNIT- Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte retomou as obras para alargamento das pontes em curva, em locais de risco devido ao estreitamento da pista.

 

Novas eleições?

Mais uma vez a cidade de Ipatinga volta ao cenário político nacional devido a sua situação indefinida pelos tribunais. O marasmo nessa indefinição ainda vai longe. TRE e TSE com agravos e processos para serem julgados caminham a passos lentos entre liminares e pedidos de vistas, adiamento de pautas... Até quando a população vai esperar uma definição exata do quadro político local? A cidade é uma das mais importantes do Estado, é o principal pólo siderúrgico e industrial, pólo do Leste de Minas e outras coisas mais na classificação de importância socioeconômica para o país. Mas com toda a modernidade que tem a cidade, com seus avanços culturais, científicos, empreendedor, falta-lhe um quesito fundamental: representatividade política eficaz, o chamado peso político junto às esferas estadual e federal. Isto é uma realidade!

 

Massacre de Ipatinga

A história foi contada em diversos livros, publicações, manifestos sobre o tal Massacre de Ipatinga, no dia 7 de outubro de 1963. Elucidar uma página ainda desconhecida da história teria seu valor, mais importante ainda seria elucidar o que aconteceu após o massacre até os dias atuais. Quantos já perderam a vida nas panelas de gusa, acidentes na área interna da empresa, quantos foram demitidos por razões políticas e outros perseguidos por chefes até deixarem a empresa? Onde e como estão as famílias desses ex-empregados?  Como vive o funcionário (peão) da empresa? A qualidade do ar, a poluição e seus efeitos? Qual o índice de doenças na região? A expansão, o novo aeroporto, quando saem? Mais empregos e geração de renda. É isso que o povo quer saber!

 

FUTEBOL

O Galo mais uma vez ficou na praia do Rio de Janeiro. Foram três ferradas dos cariocas, Flamengo, Botafogo e do rebaixado Fluminense. Na quinta, o Galo naufragou na água da chuva que caiu sobre o Rio, e foi no Maracanã, que o time deixou de remar. Já o Cruzeiro está cutucando o Galo, só dois pontos de diferença entre eles. E haja gozação! O Tigre que está mais para Tigrinho, tá vendo o fantasma do rebaixamento, tá enxergando a Série C.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 10 de 23