Geral


Fundação Renova lança novo canal com dados sobre o monitoramento do rio Doce

13/01/21

Boletim das Águas tem como diferencial a forma simplificada como as informações são disponibilizadas para o público em geral

A Fundação Renova disponibiliza um novo canal de informações sobre o monitoramento da água do rio Doce, chamado de Boletim das Águas. A partir do último mês de dezembro, as informações passaram a ser apresentadas no site da Fundação Renova de maneira transparente para o público em geral.

O boletim é produzido a partir de dados do Programa de Monitoramento Quali-Quantitativo Sistemático (PMQQS) que, desde 2017, gera uma base de dados confiável e contínua sobre a qualidade da água e sedimentos, com parâmetros físicos, químicos e biológicos.

De acordo com Kamila Bermond, analista de Programa Socioambiental da Fundação Renova, o Boletim das Águas tem um diferencial que é a forma simplificada como as informações são disponibilizadas para o público em geral.

“A proposta é tornar ainda mais legíveis as transcrições de dados coletados pelo programa, por meio de explicações diretas e sintéticas de questões como qualidade da água bruta, níveis de metais encontrados e índices técnicos como IQA [relativo à qualidade da água] e ICT [relativo às substâncias potencialmente tóxicas na água]”, diz a analista. Ela destaca ainda que, mensalmente, serão disponibilizados também dados sobre o monitoramento dos rios impactados pelo rompimento: Gualaxo do Norte, Carmo e Doce.

“E, a cada três meses, informações adicionais dos monitoramentos realizados nas lagoas, estuários e zona costeira, de maneira simples e transparente”, acrescenta Kamila. O lançamento da primeira edição está previsto para janeiro de 2021, complementando os dados já publicados sobre os rios.

Para ter acesso ao Boletim das Águas, basta acessar www.fundacaorenova.org.br.

 

 
Janeiro branco alerta para a saúde mental em tempos de pandemia

13/01/21

O primeiro mês do ano, geralmente marcado por um período de reflexões, planejamentos e metas, é também o mês da Campanha Janeiro Branco, que convida a população a discutir a importância do cuidado com a saúde mental em busca de mais felicidade e qualidade de vida. A depressão é um dos grandes males do nosso século. Segundo a Organização Mundial da Saúde, a doença afeta mais de 350 milhões de pessoas no planeta. A ansiedade atinge 18,6 milhões de brasileiros e os transtornos mentais são responsáveis por mais de um terço do número total de incapacidades nas Américas. Em tempos de pandemia, o Janeiro Branco assume ainda mais relevância.

O ano que passou foi atípico e, certamente, terá reflexos na saúde mental da população mundial. Somente a busca sobre transtornos mentais no Google em 2020 aumentou 98% em relação aos dados de dez anos atrás. O ano marcado pela pandemia da Covid-19 no mundo, trouxe mudanças na rotina da população impostas pelo isolamento social que promoveram o distanciamento de amigos e parentes e deixaram a população em uma bolha obrigatória.

A harmonia familiar foi amplamente testada e colocada em debate. Profissionais tiveram que se adequar a um novo modelo de trabalho em casa. Pais e mães passaram a estreitar o relacionamento com filhos sem aulas presenciais. Tudo isso somado ao medo do contágio e da morte, à incerteza da empregabilidade, à perda de empregos e ao luto por quem perdeu um ente querido para a Covid, completam um cenário desafiador para a mente humana com ingredientes propícios para o sofrimento psicológico.

Os reflexos de todas as turbulências emocionais do cenário pandêmico da Covid-19 ainda não foram parametrizados pelos pesquisadores das comunidades científicas de psicologia pelo mundo, mas são esperados impactos sobre uma realidade que já é preocupante. Ainda de acordo com a OMS, o Brasil é considerado o país mais ansioso do mundo e o quinto mais depressivo. Mesmo assim, parte dessas pessoas não possuem assistência psicológica adequada.

Neste contexto que vivemos, o Janeiro Branco, campanha criada por um grupo de psicólogos mineiros em 2014 ganha ainda mais força. Depressão é uma doença séria e deve ser diagnosticada o quanto antes. Saber identificar um quadro depressivo, por exemplo, é uma maneira de evitar o sofrimento contínuo e um agravamento ainda maior da situação que pode levar à morte.

É essencial buscar ajuda profissional quando apresentar sintomas físicos impactando no cotidiano, como sensações de angústia, sentimentos de não pertencimento, dificuldades para se relacionar com as pessoas e desinteresse nas atividades cotidianas.

É importante destacar que nem todo sintoma físico requer tratamento. Algumas respostas reacionais, no entanto, são condizentes com o momento que a população mundial tem passado. Mas vale lembrar que o sofrimento não tratado pode evoluir para a evolução dos sintomas.

O Janeiro Branco, em tempos de pandemia, assume importância ainda maior no processo de conscientização das doenças psicológicas. O bem-estar emocional é um dos componentes para um estado de equilíbrio e felicidade. Esse bem-estar pode ser estimulado e aprimorado, mesmo diante de mudanças e desafios. O ano de 2021 abre caminho para as mudanças. Um ano novo, com novas perspectivas, que já começa com a boa notícia de vacinas contra a Covid-19. Esperança é a palavra do recomeço.

 
Prefeito de Ipatinga apresenta secretários e as perspectivas de governo

05/01/21

Em entrevista coletiva para a imprensa regional, na manhã desta terça-feira-05, o prefeito de Ipatinga, Gustavo Nunes (PSL), ao lado do vice Alex Imóveis, falou das dificuldades que teve durante a transição, as perspectivas de governo e apresentou seu secretariado.

Gustavo disse que somente teve acesso ao saldo das contas da Prefeitura no último dia de dezembro, e que o ex-prefeito dificultou todo acesso, tudo precisava ser via ofício e a resposta também era através de ofício. Falou também sobre o projeto de Lei 101/2020, que altera a cobrança do IPTU da cidade, com valores mais justa para os munícipes. E mesmo com tempo hábil o ex-prefeito Nardyello Rocha não sancionou, nem vetou. Gustavo Nunes disse que vai sancionar, mas pela Lei de anterioridade, só passa a valer no ano seguinte, ou seja, só entra em vigor em 2022.

Sobre o ITBI – Imposto sobre Transmissão de Bens Imóveis, que na gestão anterior estava sendo calculado muito acima do valor de negociação de compra e venda, ele disse que será avaliada a situação e se comprometeu a ser justo também.

Durante a sua gestão pretende desburocratizar e otimizar os serviços, além de enxugar a máquina. “Vou enviar projeto de reforma administrativa para a Câmara para redução dos cargos comissionados, mas de forma que não atrapalhe o andamento dos trabalhos. Todos os gastos considerados supérfluos serão cancelados, inclusive o carro oficial do executivo não será mais utilizado, hoje o valor é de R$ 12 mil mensais”, disse Nunes.

Com a relação a questão crítica que passa o país, com a Covid 19, e a situação da cidade, que se encontra na Onda Vermelha, do Minas Consciente, ele garantiu que o comércio não vai fechar, mas que todos devem respeitar as normas sanitárias. “Muitas empresas estão respeitando as normas sanitárias, outras não”. Segundo o prefeito haverá fiscalização, no início será um trabalho de conscientização “dar um voto de confiança”, mas depois terá rigor para o cumprimento das normas.

SECRETÁRIOS:

– Secretário de Administração - Matheus Lima Braga;

– Secretária de Assistência Social - Jany Mara Bartolomeu Félix do Nascimento;

– Secretário de Comunicação - Léo Werneck, que terá a jornalista Jane Aguiar Figueiredo – como Secretária Adjunta de Comunicação;

– Secretário de Cultura, Esporte e Lazer – Alessandro Máximo Lima;

– Secretário de Educação – Sérgio Mendes Pires;

– Secretário de Dados - Lucas Brum;

– Secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo - Alexsandro Espírito Santo Oliveira – Alex Imóveis;

– Secretário de Fazenda - Mateus Alves Shinzato;

– Secretário de Governo - Roberto Silva Soares;

– Secretário de Planejamento - Sidnei Bispo;

– Secretário de Saúde- Juliano Nogueira Morais;

– Secretário de Segurança Pública e Convivência Cidadã -Decio Camargos de Aguiar Junior;

– Secretário de Serviços Urbanos e Meio Ambiente

- Celio Roberto de Andrade;

– Procurador Geral - Daniel Andrade Resende.

 
Últimos dias de inscrição - Processo Seletivo IFMG 2021

Termina na próxima quinta-feira, 7 de janeiro, o período de inscrições do Processo Seletivo 2021/1 do IFMG. Neste vestibular para ingresso de novos alunos no primeiro semestre letivo de 2021, o campus oferece os cursos técnicos em Automação Industrial e em Eletrotécnica, ambos integrados ao Ensino Médio, sendo ofertado 36 vagas em cada curso. Já no nível superior, é oferecido o curso de Engenharia Elétrica com 40 vagas.

Os cursos são totalmente gratuitos!

https://www.ifmg.edu.br/portal/noticias/ifmg-publica-editais-do-processo-seletivo-2021

https://www.ifmg.edu.br/portal/noticias/perguntas-e-duvidas-frequentas-processo-seletivo-2021-1-1a-oferta

 
Proprietários de veículos não vão pagar Seguro DPVAT em 2021

04/01/21

De acordo com a Susep, existem excedentes de recursos cobrados em anos anteriores que são suficientes para pagar indenizações em 2021

Foi aprovado pelo Conselho Nacional de Seguros Privados (CNSP) prêmio zero para o DPVAT em 2021. A decisão foi tomada em reunião extraordinária realizada nesta semana. Além disso, foi autorizada a contratação de novo operador pela Superintendência de Seguros Privados (Susep), em caráter emergencial e temporário.

De acordo com a Susep, existem excedentes de recursos cobrados em anos anteriores que são suficientes para pagar indenizações em 2021. Por meio de nota, a Susep afirma que “está envidando os melhores esforços para viabilizar a contratação de pessoa jurídica, já na primeira semana de janeiro de 2021, com capacidade técnica e operacional para assumir o DPVAT.

O Seguro DPVAT foi criado pela Lei n° 6194/1974 e tem como objetivo o amparo às vítimas de acidentes de trânsito em todo o país, independente de quem seja a culpa dos acidentes.

 
<< Início < Anterior 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 Próximo > Fim >>

Página 1 de 120