Terça, 25 de Janeiro de 2022
25°

Alguma nebulosidade

Ipatinga - MG

Dólar
R$ 5,49
Euro
R$ 6,22
Peso Arg.
R$ 0,05
Variedades / Laser Beatlemania

Legado - Evolução musical – Parte 2

Utilizando técnicas de estúdio como efeitos sonoros, colocações não-convencionais de microfone e outros instrumentos, loops em teipes, técnicas d...

08/03/2010 às 21h28
Por: Jornal Classivale
Compartilhe:

Utilizando técnicas de estúdio como efeitos sonoros, colocações não-convencionais de microfone e outros instrumentos, loops em teipes, técnicas de double tracking e variações de velocidade em áudios, os Beatles começaram a aumentar as gravações onde seus intrumentos eram utilizados de maneiras que não as convencionais e suas músicas inovaram o rock da época e das outras gerações.

Isso inclui conjuntos de bronze e corda, assim como instrumentos indianos como o sitar em “Norwegian Wood (This Bird Has Flown)” e o swarmandel em “Strawberry Fields Forever”. Eles também utilizaram precocemente instrumentos eletrônicos, como o mellotron, que McCartney implentou junto com as vozes de flauta na introdução de “Strawberry Fields Forever”, e o clavioline, teclado eletrônico que criou um som não-usual em “Baby You’re a Rich Man”.

Começando com a utilização de um quarteto de cordas - organizada por Martin com a ajuda de McCartney - em “Yesterday” (1965), os Beatles foram pioneiros em atualizar o gênero art music e mostrá-lo de forma moderna, exemplificados em duplo-quarteto de cordas em “Eleanor Rigby” (1966), “Here, There and Everywhere” (1966) e em “She’s Leaving Home” (1967).

Uma apresentação de Concertos de Brandenburgo, de Bach, mostrada na televisão britânica na época, inspirou McCartney a usar o flautim no arranjo de “Penny Lane”. Os Beatles desenvolveram o rock psicodélico com “Rain” e “Tomorrow Never Knows” de 1966, e “Lucy in the Sky with Diamonds”, “Strawberry Fields Forever” e “I Am the Walrus” de 1967.

A reunião de música pop com música erudita, presente em “Yesterday”, em que os Beatles gravaram rock and roll com acompanhamento de uma orquestra de câmara foi pioneira.

Um fator com maior e melhor prestígio ainda está presente em “A Day in the Life”, a primeira canção de rock a ser acompanhada por uma orquestra sinfônica. Presente em Sgt.Pepper, a faixa impressionou pelos barulhos e sons estranhos no meio da canção, porque, até então, nada havia de parecido na história do rock and roll.

Hasta lá vista, baby!

(*) E-mail: [email protected]

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ipatinga - MG Atualizado às 08h26 - Fonte: ClimaTempo
25°
Alguma nebulosidade

Mín. 22° Máx. 33°

Qua 31°C 23°C
Qui 33°C 22°C
Sex 34°C 22°C
Sáb 32°C 22°C
Dom 31°C 23°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Anúncio
Anúncio
Ele1 - Criar site de notícias